Sunday, April 29, 2007

Da verdade

O que não me mata me entristece, me enraivece, me desmerece, me entorpece, me engorda e não me fortalece.

As pessoas (professores, chefes e afins), autoridades sempre no meio daquele caminho que a gente acredita ser FINALMENTE aquilo que FINALMENTE queremos da vida poderiam tornar as coisas mais prazerosas em vez de só cagar na nossa cabeça. Por isso que é tão difícil achar essa tal felicidade. Tem sempre um coração de pedra no meio do caminho...

"Será que o postinho ainda tá aberto? Chocolate, coca e batata vão me deixar mais feliz até a próxima subida na balança! Será que o farmácia não me vende um rivotril sem receita? Não, não vende. Senão vai um serenus natureba mesmo. Preciso dormir essa noite, sem sonhar, esquecer por algumas horas que, há poucos meses, achei que seria tão diferente... que raiva! Continuo envelhecendo sem saber se um dia vou descobrir o que tem de bom pra se fazer o resto da vida..."

E tantas vezes me pego olhando pra essas autoridades que não têm riso... e dá um medo de me tornar uma delas no futuro... quando o que eu quero é só sorrir mais... e mais. Posso?

4 comments:

Quel said...

Pode sorrir muito, Tabinha! Um sorriso lindo (e se for amarelo, o Photoshop embraquece) :P
Recursos não faltam pra gente ser feliz. É só extrair da vida o que ela tem de melhor! (e são tantas coisas)
Essa noite sonhei que fazia um misto quente pra tu...acordei feliz e com saudade!
TE AMO!

Thiago said...

Mams... que que houve?! Manda um e-mail pra mim...ou liga! Pode ser a cobrar, viu?

Mateus said...

Não te preocupa jamáis vais (conseguirás) ser uma autoridade.

Anonymous said...

Jamais não tem acento, querido. aprende a escrever primeiro e depois publica seus comentários.

There was an error in this gadget