Tuesday, October 20, 2009

Da Vida*


Só vive quem passa e fica, fica e passa, pelos caminhos desse chão


Em um texto do seu novo livro "Doidas e Santas", Martha Medeiros diz:
"Pessoas com vidas interessantes não têm fricotes. Investem em projetos sem garantias. Interessam-se por gente que é o oposto delas. Pedem demissão sem ter outro emprego em vista. Aceitam um convite para fazer o que nunca fizeram. Estão dispostas a mudar de cor preferida, de prato predileto. Começam do zero inúmeras vezes. Não se assustam com a passagem do tempo. Sobem no palco, tosam o cabelo, fazem loucuras por amor, compram passagens só de ida"

Comprei passagem só de ida numa loucura de amor por ele, oposto de mim. Foi o meu mais recente ato desencadeador de uma vida mais interessante. Dois anos depois, passagem só de ida de volta para casa. Sem o amor e a paixão que me moveram, mas com vários amigos (inclusive meu ex-amor que ainda é amor de outro jeito sereno) e um título de mestre. Das outras coisas que Martha enumera, também ousei, passei e pensei que huuuuuuuuum...
até que minha vida é interessante...

*Repostagem!!! Falta inspiração, mas nada que uma voltinha pela cidade não resolva.

18 comments:

Francorebel said...

Espontânea e simples... muito bom... valeu!

Rômulo Lopes said...

Eu não consigo ser assim... nem nunca tentei.
Acostumei-me, não sei porque, com a segurança de um ato bem pensado e consequências quase que previsíveis.

Sabina Insustentável said...

Obrigada, Francorebel!!! Volte sempre ;)

Rômulo, arrisque-se! Sua vida vai ter mais graça... :P

Beijos, Sabina

Graziela Motta said...

eu sou uma das amigas/irmãs, né não?
=*

MEDO said...

Sendo assim, minha vida definitivamente não é nada interessante! :p

Odeio mudanças e sou muito radical nas minhas ideias.

Gostaria de ser mais flexível, mas é difícil!

Você foi capaz de se mandar com passagem só ida. Corajosa! INTERESSANTE...

Roberta said...

Uma amiga tem uma música que diz " Sou livre, sou eterno, posso ir posso voltar, pra onde o vento me levar"

Seu post me deu a mesma sensação...adorei!

Eduarda Ramos said...

Isso é que se viver a viva intensamente. Nunca tinha ouvido falar desse livro, também não conheço a autoria, mas deve ser bom pelo pequeno trexo descrito ai por ti.

Seu blog foi adicionado a minha lista :)

Um abraço.

Sabina Insustentável said...

Olá, Eduarda!!!
Bem vinda ao blog, que bom que gostou! O livro é ótimo, como muitos outros de crônicas de Martha Medeiros. Recomendo!!!
beijão!!!

Garota em Apuros said...

Valeu a pena todo esse risco, não é? Foi bom ler isso. Serei menos prudente agora.


Se tiver um tempinho, dá uma olhada no meu blog. Ele conta as aventuras de uma garota tentando sobreviver a essa droga de adolescência:

http://diariodeumagarotaemapuros.blogspot.com

Bruno said...

Martha Medeiros,minha Conterrânea xD
Escreve muito a moça...e vc tbm ^^
Belo texto e bela postagem.
=)

http://cafeholandes.blogspot.com/

Lolita said...

Sou exatamente assim, me senti no texto haha. Passagem de ida ás vezes muda tudo.

Luiz Fer said...

Comprar o bilhete so de ida é muito bom as vezes, desde que não esqueçamos de colocar nossos valores na bagagem...indispensaveis.

Bom blog, adicionado e devidamente seguida serás...

Sabina Insustentável said...

Ei, Luiz! Bem vindo ao blog! Obrigada pelas palavras...
Volte sempre!

Nina said...

Os nossos amores mudam de nome, mas por incrível que pareça, ás vezes, as histórias se repetem!

Pablo BERNED said...

A 101 acaba lá em Osório... vou tirar uma foto lá e por no meu blog também! um bjo Paty!

Blog do Óbvio said...

Sabina, acho que eu sou uma pessoa com vida interessante. Não que eu ache que isso seja alguma vantagem. Apenas eu não tenho fricotes por nada e não me incomodo em mudar minhas preferências. Adoro encontrar situações novas. Me fascinam! As únicas coisas que não arrisco é investir em projetos sem garantias mínimas e fazer loucuras por amor. O resto é bem normal para mim.
Adorei sua postagem "com falta de inspiração". Imagina quando bater a inspiração. A Martha Medeiros que se cuide, hehehe!
Sabina, não some não! Sinto saudades de perseguí-la. Beijos com muito carinho. Manoel.

grings said...

Tive a mesma impressão!

Sabina Insustentável said...

Ei, grings! Novo por aqui? Bem vindo ao blog! Volte sempre...
Beijos!

There was an error in this gadget