Wednesday, August 04, 2010

Da autobiografia em 5 capítulos

1) Ando pela rua . Há um buraco fundo na calçada . Eu caio. Estou perdido... sem esperança. Não é culpa minha. Levo muito tempo para encontrar a saída.


2) Ando pela mesma rua. Há um buraco fundo na calçada Mas finjo não vê-lo. Caio nele de novo.
Não posso acreditar que estou no mesmo lugar. Mas não é culpa minha. Ainda assim levo um tempão para sair.

3) Ando pela mesma rua. Há um buraco fundo na calçada. Vejo que ele ali está. Ainda assim caio... é um hábito. Meus olhos se abrem. Sei onde estou. É minha culpa. Saio imediatamente.

4) Ando pela mesma rua. Há um buraco fundo na calçada. Dou a volta.

5) Ando por outra rua.

Acho que é de algum livro zenbudista... procurando desesperadamente este livro ..

7 comments:

. max said...

"O Livro Tibetano do Viver e do Morrer" Sogyal Rinpoche

Na estante virtual....
http://www.estantevirtual.com.br/mod_perl/busca.cgi?pchave=livro+tibetano+do+viver+e+do+morrer&tipo=simples&estante=%28todas+estantes%29&alvo=titulo

Sabina Insustentável said...

valeu, max!!! Uhuuu!

OGROLÂNDIA said...

Muito boa a metáfora do buraco. Pior é quando a gente continua no mesmo buraco a vida inteira sem parar.

Tijolada said...

1. A mulher conhece um canalha. Leva um chifre e apanha na cara. Demora até se separar.

2. A mulher conhece outro canalha, bebum, desempregado, tatuado e membro de torcida organizada. Mas ele é tão legal, não deve ser um canalha... Demora pra se separar.

3. A mulher conhece outro canalha. Sabe que ele é um canalha, mas acha que está vacinada. Ledo engano, mas no primeiro tapa ela cai fora.

4. A mulher conhece mais um canalha. Na primeira desculpa que ele dá sobre o porquê de não ter um emprego, ela some.

5. A mulher conhece outra mulher.

Adriano Ferreira, CM said...

eu decidi ser radical. vivemos em um tempo que ser radical é a única forma de escapar ao tédio. parei de andar na rua. escolhi morar na roça, lugar que nao tem rua. só caminho.

Sabina Insustentável said...

que lindo, adriano! devia escrever um texto sobre isso!!!

beijao!

Thiago said...

Eu tenho esse livro, Pati. Quando quiser é só me dizer.

Bj.

There was an error in this gadget