Sunday, May 21, 2006

Da Vinci

Fui assistir ao filme "Da Vinci" logo na estréia. Estava animada. Pensei que um livro eletrizante daria, no mínimo, um filme interessante. Ledo engano. Durante a exibição, eu falava ou pensava "uêr" a cada intervalo de 10 segundos. O filme é super, hiper, mega, blaster ruim! Tom Hanks, com aquele cabelo lambido, incorporou um abestalhado e descabido Robert Langdon. Sophie não parecia Sophie. Não como eu imaginava: mulher encorpada, cabelos lisos e pesados até os ombros, pele branca e olhos claros. Não lembro se no livro é feita a descrição da protagonista. Mas eu nunca leio as descrições dos personagens com atenção. Prefiro imaginá-los do meu jeito. Aliás, fico frustrada quando já dei cara ao meu personagem e depois aparece uma narração "deturpada" do seu tipo.
Mas voltando ao filme, ele é antes de tudo CHATO! Monótono. Um saco. As cenas de ação são as mais "uêrs" da galáxia. Saltaram das páginas do livro e ganharam ares hollywoodianos nas telas: carro em marcha ré, alta velocidade, passa entre dois veículos, por uma frestinha onde até uma pulga tiraria fino. Aff! Por um momento achei que estava na sala errada diante de "Missão Impossível".
Resultado do filme: perdi 12 reais, perdi 3 horas e ingeri umas 2000 calorias devorando, impaciente, um saco grande de pipoca amanteigada e meio litro de coca-cola nada light. Minto. Quel perdeu 24 reais. Ela pagou para mim. Bichinha. Ou seja, saímos do cinema gordas, pobres e decepcionadas.
No entanto, vale salientar que sempre que um filme é produzido baseado em um livro, a maioria A-DO-RA exclamar: "o livro é muito melhor". Para mim isso é clichê. Não gosto desse exalçamento da literatura em detrimento do cinema. Mas no caso de "Da Vinci" me rendo ao lugar-comum. Ali, uma página vale mais do que mil imagens.

6 comments:

Kati said...

Rodei 340 Km ( Presidente Dutra - São Luís) só pra ver o filme, coisa de vício saca? =)

na verdade o que aconteceu é que o livro é muito bom pra ser "filmagel".
O livro é estupidamente melhor do que o filme. mas mesmo assim valeu.

Quer uma dica boa: Anjos e Demônios consegue ser ainda melhor.
beijos Tabaroa.

saudades...

Kati said...

Porque tu apagou o outro post?
não entendi.
=)
beijão

PaTi said...

Porque Thiago disse que eu tava detonando mainha. Aí fiquei com pena. : ( Mas não era minha intenção, c sabe. Só queria deixar vcs a par das pérolas dela. Ela até sabe que coloco aqui. :P
Mas vou colecionando os textos dela no word para no dia das mães do ano que vem montar um livrinho. :)

Kati said...

besteira de Thiago!!!

eu adorooooo!! e não acho q vc tava detonando de jeito nenhum!! =) quem conhece tia Letícia sabe que nada pode detonar a imagem dela. que é 100% =)

não apaga não. Críticas vão sempre existir.
no blog de tata mesmo, ela conta váriasssss pérolas da família e principalmente da mãe dela que é muitoo fofa!! =)

beijãoooooo
saudades!!

Amarilio said...

Fico sem jeito quando percebo que quem escreve te conhece de frente, de lado, dentro e fora... mas vc tem plena razão com relação a um tipo de clichesismo que sonda todos os comentários após Da vinci´s code. Mais uma vez adorei a forma como vc narrou tudo... principalmente do "gordas, pobres e decepcionadas" hehehe. Beijos.

Amarilio

Tijolada said...

Putz! adorei a parte em que te frustras quando descrevem o personagem e ele é completamente diferente do que imaginavas. Queria ter escrito essas linhas, agora é tarde. Grrrr. Mas imaginei a Sophie diferente, bem francesinha, magrinha e meiguinha, e acho que a minha Sophie é mais Sophie que a tua, hehehe. Estou vingado. Beijos.

There was an error in this gadget