Wednesday, April 15, 2009

Da gula compartilhada


Não dá para ver, mas, na mesa, restinhos de filé empanado com molho de gorgonzola
.
.
Depois de uma temporada na Europa, meu amigo Klaus decidiu controlar a alimentação, achando que ganhou quilinhos a mais fora do Brasil. Também pudera, já viajei com o Klaus e vi que ele é dos meus... tem alma de gordo! Difícil resistir a uma fritura, fast food, pizza com um metro de recheio e tantão de queijo que, puxado pelo garfo, tem uma elasticidade que vai no teto (ai, lembrei da de palmito da Pizzaria Guanabara!) e todas essas besteiras que fazem o acúmulo suado de exercícios físicos constantes irem para o saco num único feriado em que saímos da rotina.






Para se ter uma idéia, nosso cardápio numa manhã carnavalesca na praia de Ipanema:





  • antes de chegar na praia, paradinha na lanchonete para um enrolado e coca normal (no feriado coca normal pode)


  • já na praia de Ipanema, (muita) cerveja, milho cozido, queijo na brasa, biscoito O Globo, Castanha de caju (ou seja, tudo que passou pela nossa barraca)


  • No caminho para a praia do Leblon, R$ 7,50 no sorvete magno de doce de leite transportado no carrinho, por isso mais caro. E condeno o Klaus por ter me aplicado nesse magnífico sorvete, hoje mais uma tentação a resistir.


  • Na praia do Leblon, alguns coliformes fecais que provavelmente ingerimos durante o mergulho que não deveríamos ter dado.

Enfim, Klaus voltou da Europa decidido a fazer dieta. Telefona e me chama para um açaí. Penso: "Poxa, tá saudável mesmo". Acordei com essa ligação dele, fome danada, fazendo jus à comunidade mais bem bolada do orkut "comer dá sono e dormir dá fome". Numa vontade sem igual de comer Mac, pensei comigo mesma sugerir a comida do Ronald convicta, claro, de que ele não ia negar (era domingo. No domingo pode). Saio da portaria, vejo-o na janela do carro acenando e dali mesmo grito: "Quero Mac!!!". Ele gritou de volta: "Ah, não!". Penso no trajeto portaria-carro do Klaus: "Poxa, ele tá determinado mesmo". Mas ao entrar no possante, fechando ainda a porta, escuto: "Animo da gente comer na Mac e depois ir na easy ice comer o açaí". Rá! Esse é o Klaus. Somos nós, aliás.





P.S- Na fila da Mac, com vontade de Mac Duplo, mas querendo a maionese do Mac Chicken, fiquei com preguiça do martírio da dúvida hamletiana... e pedi os dois. Klaus, querido amigo médico, um apelo! Se quiser continuar sendo meu amigo, mude de especialidade. Cirurgia Plástica, por favor. Nesses tempos em que temos andado juntos, o sol tem brilhado mais e as noites têm sido mais iluminadas. Mas a lua cheia não precisa brilhar na minha cara !




3 comments:

Graziela Motta said...

ahahahahahahahaha Eu sabia que você comia, mas não sabia que era tanto assim!!!

(prova disso é aquele pastel muito salgado que eu fiz e você achou o máximo).

Saúde!

Karine said...

Então se prepara que quando eu chegar aí tu sabe o que acontece com essa comilança, né? AUMENTA!!!! Saudade dos dois...Karine.

PaTi said...

Já estou te esperando aqui. Sentada na poltrona do cinema com Mac no colo. O filme? Divã.

There was an error in this gadget